segunda-feira, 21 de setembro de 2015

ALÉM DO ÓDIO A DIREITA CONSERVADORA ESTÁ IMPONDO A CENSURA

Até nas cidades mais bucólicas do interior a direita raivosa, golpista e fascista está conseguindo disseminar o ódio, a vingança e o preconceito. Corroborando essa afirmativa citamos um exemplo particular.
Os artigos aqui postados, de autoria deste articulista são também publicados em um jornal (seção Opinião) regional que abrange mais ou menos 20 cidades totalizando, aproximadamente, 200 mil habitantes. Para nossa surpresa e depois de mais de 190 textos publicados, o Diretor-presidente do periódico nos informou que está sendo pressionado para que o conteúdo dos nossos textos seja modificado, pois, segundo as "reclamações" os textos têm muita conotação "partidária". Diante das dificuldades financeiras do jornal e para não prejudicá-lo resolvemos suspender, temporariamente, o envio dos nossos artigos e para justificar tal medida enviamos o seguinte texto para o jornal.



ATÉ BREVE..!


Este modesto articulista já publicou neste importante e democrático jornal de integração regional, mais de 195 textos. Seguramente, noventa por cento deles têm conteúdo político, para alguns são meramente artigos partidários, mas de qualquer maneira, o jornal sempre respeitou a nossa liberdade de expressão.

Em todos os nossos textos sempre tivemos como objetivo central apresentar contrapontos aos antagonismos odiendos produzidos pela oposição e pela mídia, que, sabidamente, após as vitórias das forças populares em 2002, iniciaram um verdadeiro bombardeio contra os governos trabalhistas de Lula e Dilma, utilizando como arma, os factoides, as mentiras, as denúncias infundadas, a deturpação dos fatos, etc. E se todo esse poderio não bastasse, a oposição ganhou um reforço de peso: parte do Poder Judiciário, do MPF e da PF, fato que, aparentemente, legitima os ataques, mas que na verdade ilude os incautos cidadãos e coloca em xeque, não apenas as forças progressistas, mas sim a incipiente democracia brasileira.

E são esses complôs denunciados por blogs, sítios independentes e por intelectuais que sempre procuramos repercutir em nossos textos para estabelecer o contraditório aos ataques da oposição e da “mídia nativa”. Porém, e para nossa surpresa, esse contraponto passou a incomodar as elites conservadoras da nossa região e isso, seguramente, graças à bem sucedida campanha de ódio, violência e de criminalização dos movimentos sociais e dos Partidos de esquerda disseminada pela imprensa, pela oposição e por setores fascistas da sociedade.

E corroborando tal afirmativa, pedimos vênia, para registrar o diálogo que tivemos com o nosso amigo Márcio Muniz Fernandes, Diretor-Presidente desse periódico, que nos relatou que o jornal vem recebendo cartas e e-mail de cidadãos contrários aos nossos textos e de anunciantes ameaçando retirar suas propagandas do jornal caso essas matérias continuem com conotações “partidárias”, o que claramente denota CENSURA, não por parte do jornal, mas sim, dessa pequena elite de nossa região que domina o poder financeiro. Imagina se essa moda pega, veremos colunistas do calibre de Luís Fernando Veríssimo e tantos outros articulistas, infinitamente, mais influentes do que esse despretensioso escriba serem, sumariamente, demitidos pelos seus patrões, os barões da mídia.
    
Assim, e ciente das enormes dificuldades financeiras e da pressão que o jornal “Correio do Papagaio” vem sofrendo por parte desses setores conservadores, resolvemos que os textos de nossa autoria serão publicados apenas em sítios especializados e no nosso blog (amidiaepolitica.blogspot.com), e assim que essa coação cessar voltaremos a dialogar com os amigos leitores do CP, pautando-nos, como sempre foi, na conversa franca, direta, fraterna e democrática.

E para finalizar deixamos para reflexão os sábios ensinamentos do grande Filósofo Voltaire: "Posso não concordar com o que você diz, mas defenderei até a morte o seu direito de dizê-lo". Até breve!    

0 comentários:

Postar um comentário